Um novo olhar sobre um ícone parisiense

01

Com estreia prevista para o dia 27 de abril, o documentário Reset retrata o renomado coreógrafo e dançarino Benjamin Millepied, mais conhecido por coreografar as sequências de dança no filme Cisne Negro, em sua campanha de rejuvenescer o Paris Opera Ballet.

Com as participações do compositor Nico Muhly, da designer Iris van Herpen e da atriz Natalie Portman, esposa de Benjamin, o filme torna-se uma obra deliciosamente estética.

02

Graças à sua vivência nos EUA, sua juventude, reputação e habilidade de comunicação, Benjamin Millepied está abalando a conceituada instituição. O objetivo do artista é claro: o balé carece de renovação, e ela deve ocorrer em cada um dos estágios do processo criativo.

A realização do documentário só foi possível por que o próprio Benjamin Millepied permitiu que os diretores e produtores acompanhassem cada etapa do processo criativo, das ideias iniciais, passando pelos ensaios, até a estreia de gala.

03

O resultado é uma verdadeira imersão cultural que possibilita a chance de compreender a criatividade do coreógrafo, a modernidade de seu trabalho e sua energia abundante. O público poderá entender mais da abordagem coreográfica do artista e também testemunhar sua relação com os bailarinos e como ele lida com a administração de uma instituição tão respeitada.

Um detalhe que chama a atenção é que todos os bailarinos foram selecionados pessoalmente por Millepied dentre aqueles que compõem o corpo de baile. Não há nenhuma estrela ou bailarino principal, o que demonstra ainda mais os novos conceitos e as propostas inovadoras do artista.

04

Distribuído no Brasil pela Fênix Filmes o documentário apresenta uma nova visão sobre um dos mais admiradores ícones da cultura parisiense.

Crédito das imagens: Divulgação.

Leave a Reply

Your email address will not be published.