Um mercado além das estrelas

No dia 14 de dezembro do ano passado estreou nas telas dos cinemas brasileiros o filme Os últimos Jedi. A produção, que é o oitavo filme a contar a saga da família Skywalker e de seus aliados em busca da paz universal, agitou os aficionados pela sétima arte e levou milhões de pessoas às salas de projeção.

A narrativa, que apesar do tom futurista se passa “há muito tempo numa galáxia muito distante”, é um dos maiores e mais significativos fenômenos da cultura pop de todos os tempos e o combate entre as forças do bem e do mal, que essencialmente é o tema de toda a história, pode trazer importante lições para as marcas que atuam no mercado de alto padrão.

A primeira relação a ser feita entre a saga interplanetária e o segmento de luxo é, justamente, os produtos premium desenvolvidos em função do universo criado por George Lucas. De automóveis de alto padrão, passando por joias e relógios, até chegar ao mobiliário e à peças de decoração para casas, ícones da mitologia de Star Wars como o robô R2D2 ou o vilão Darth Vader já serviram de inspiração para o desenvolvimento dos mais diversos artigos.

Mas, é claro, essa é apenas a ponta do iceberg no que se refere ao contexto maior em que as aventuras galácticas podem contribuir para a gestão estratégica e operacional das empresas do setor de alto padrão.

Uma característica marcante da série e que pode ser adaptada às organizações que atuam na área é a criação de uma identidade própria. A música, o letreiro luminoso e os personagens clássicos estão presentes em praticamente todos os filmes e fazem com que os espectadores se identifiquem e confiem no padrão de qualidade daquilo que vão assistir. Levando isso como exemplo, empresas e marcas também podem criar uma personalidade no mercado e, através da diferenciação, desenvolver algo novo e que encante os clientes.

E por falar em clientes, um dos principais desejos dos consumidores da atualidade é vivenciar experiências marcantes no momento de adquirir um produto ou serviço. Quem vai assistir aos filmes de Star Wars sabe que será transportado para um universo único, particular, e está disposto a embarcar nas novas sensações. Para as marcas e profissionais do setor de luxo, entender a importância dessas experiências e apresentar novidades frequentes aos clientes podem fazer a diferença entre o sucesso e o fracasso.

Por fim, e não menos importante, está o conceito de explorar a marca em todos os seus aspectos. O universo Star Wars não se resume unicamente às produções do cinema. Há livros, histórias em quadrinhos e séries de televisão que ajudam a aumentar o interesse pela trama e o público interessado no assunto. Empresas e marcas também podem adotar essa ação, basta ter uma gestão aberta, participativa e encontrar maneiras de ampliar o diálogo com os clientes e com o próprio mercado. As mídias sociais, por exemplo, podem ter um papel central nesse processo.

A luta dos cavaleiros Jedi pela paz universal, ao que tudo indica, ainda está longe de seu fim. Assim como as possibilidades de utilizar as temáticas e estratégias abordadas na saga como referência ou inspiração para crescer no mercado de luxo.

Crédito da imagem: Reprodução.

Leave a Reply

Your email address will not be published.