Tendências e transformações no mercado de luxo

brothers-winter-2011-suit-men-fashion-style

Afirmar que a economia atravessa mudanças se tornou lugar comum. A revolução tecnológica, em especial a democratização da internet e a valorização das mídias sociais, ainda está longe de ter sua influência totalmente compreendida. Além disso, a consolidação da crise da imigração e o aumento das atividades terrorista na Europa são fenômenos que provocam alterações contundentes na economia de diversos países.

No segmento de alto padrão, essas transformações também são bastante evidentes e englobam desde o próprio conceito do que é luxo até a revisão total das estratégias das principais marcas e grifes para conquistar novos mercados consumidores.

Entre as alterações, uma bastante significativa é a mudança na ambientação das lojas físicas. Cada vez mais, o canal digital se torna o grande impulsionador das pesquisas e compras dos produtos, por isso, as lojas devem assumir papéis mais voltados à personalização do atendimento de seus clientes.

Ainda, é impossível deixar de levar em consideração nas ações de marketing a importância da experiência. Não é sem motivo que muitas das mais icônicas marcas premium do mundo investem de forma contundente em redes como o Youtube, na tentativa de potencializar a experiência de seus consumidores e, é claro, aumentar seus resultados em vendas.

A própria publicidade está sendo afetada diretamente. Apesar de ainda ser consistente a veiculação de anúncios em jornais e revistas, cada vez mais os canais digitais se sobressaem. Um dos motivos que explica essa mudança é a possibilidade de interação que uma mídia digital pode oferecer se comparada com a propaganda estática de uma página de jornal.

Analisando a indústria do luxo, é possível perceber como tendência o fim dos gêneros de mercado. E isso fica claro ao perceber que ao mesmo tempo em que cresce o interesse dos homens por artigos de moda e produtos de beleza, também aumenta o desejo feminino por automóveis. Ou seja, as ideias estereotipadas do passado cederam lugar a uma diversidade de escolhas e a uma democratização dos bens de consumo.

Indicar tendências não é tarefa fácil, mas estar preparado e adaptado para toda e qualquer mudança é um pré-requisito necessário para fazer, ou continuar fazendo, sucesso no segmento de luxo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.