A segmentação como estratégia de crescimento

1

A globalização é uma tendência que vem se fortalecendo de forma contínua em todo o mundo. Por isso, também de forma contínua, as marcas precisam encontrar alternativas para se diferenciar e agradar ainda mais os clientes cada vez mais informados e exigentes.

Entre as diversas maneiras possíveis para se diferenciar no mercado, a segmentação como estratégia de crescimento vem se tornando uma ferramenta importante para um número crescente de empresas.

De forma geral, segmentar significa se especializar, ou seja, encontrar uma fatia do mercado que seja o público alvo e construir mecanismos para chegar a esse público, conquistá-lo e fidelizá-lo.

No último dia oito de maio, a informação de que a Coach havia comprado a varejista de luxo Kate Spade por um valor de 2,4 bilhões de dólares destacou ainda mais a importância da segmentação no planejamento estratégico das marcas de alto padrão.

De acordo com o CEO da Coach, Victor Luis, a rede de lojas adquirida “tem uma posição de marca verdadeiramente única e diferenciada com amplo sortimento de produtos de estilo de vida e de forte reconhecimento entre os consumidores, especialmente millenials”.

A ideia da marca nova-iorquina é muito clara: fortalecer sua imagem e seu conceito junto ao público mais jovem e com maior poder de consumo. A chamada geração millenial, ou geração y, que engloba as pessoas nascidas a partir da década de 1980, vem aumentando potencialmente sua participação social, especialmente quando o assunto é o consumo de bens e serviços de alto padrão.

Por isso, de acordo com informações divulgadas pela própria empresa, o processo de aquisição da Kate Spade deve tornar a Coach uma marca ainda mais forte e uma das grandes grifes de luxo dos tempos atuais.

Se isso vai acontecer ou não, é cedo demais para afirmar. O que é possível perceber como uma tendência concreta é que a segmentação de mercado, sem sombra de dúvidas, é uma das mais importantes ferramentas para as marcas se desenvolverem e se consolidarem no competitivo, e amplamente lucrativo, mercado de luxo.

Crédito da imagem: Divulgação.

Leave a Reply

Your email address will not be published.