Sabores com um toque de ouro

01

De acordo com os registros históricos, há mais de cinco mil anos os egípcios já tinham o hábito de ingerir o ouro para purificar a mente, o corpo e o espírito. Os sábios de outrora acreditavam que o ouro auxiliava na estimulação da vida e aumentava o nível de vibração. Acreditavam ainda que sua presença no organismo poderia rejuvenescer e restaurar a juventude e a saúde perfeita.

Na gastronomia moderna, o ouro se tornou um sabor de excelência e, atualmente, seu uso na criação de pratos gourmet ganha cada vez mais projeção. Aqui no Brasil, a grife D.A. Gastronomia trouxe da Europa essa tendência de aplicação de ouro comestível aos pratos. Atualmente, é o único buffet do Rio de Janeiro que oferece esse luxuoso item no cardápio para literalmente dar um upgrade aos momentos dourados e inesquecíveis.

02

Receitas clássicas como o fagottini de camarão ao molho mascarpone, o risoto de brie com parma ou o mignon com molho de cognac e purê de banana da terra ganharam essa atualização e são servidos com flocos de ouro comestíveis. Os convidados das festas percebem que a aplicação dos gold flakes aos pratos eleva a gastronomia a outros níveis. Todos os pratos servidos têm apresentação impecável e encantam pela imagem e, depois, pelo sabor.

O ouro é consumido de diversas formas ao redor do mundo. No Japão, por exemplo, o ouro é usado há bastante tempo em saquês destinado a celebrações especiais e na China se cozinha o arroz colocando na panela uma moeda de ouro, a fim de ajudar a reabastecer o ouro em seus corpos.

Crédito das imagens: Divulgação.

Leave a Reply

Your email address will not be published.