O turismo de luxo em debate

Um dos vários estabelecimentos de banho na praia

O evento The Essence of Luxury é considerado uma das mais importantes ações cujo objetivo fundamental é debater o mercado de viagens de luxo em escala global.  Neste ano, o evento ocorreu no ultimo mês de março no balneário francês de Deauville e reuniu 250 designers de viagens de luxo de 52 países, 250 fornecedores, 20 especialistas em mercado de luxo e 100 jornalistas de viagem, lifestyle e economia.

O colunista do Terapia do Luxo, Pedro Hering Bell, foi o único brasileiro convidado a participar do evento em que foram divulgadas muitas informações a respeito do setor de turismo para viajantes com alto poder aquisitivo.

3

Através de dados coletados com os 485 designers de viagens entrevistados, foi possível traçar um perfil dos clientes desta indústria bilionária.  As 270 agências que integram o Traveller Made realizaram vendas totais de 1,9 bilhões de euros em 2016, um aumento de 7% em relação ao ano anterior.  “Isso mostra a força que este mercado tem no setor de turismo atualmente”, comenta Pedro.

Os principais motivos das viagens seguem a seguinte ordem: relaxamento, cultura, aventura e celebração, seguido pelas viagens em busca do bem-estar, dos prazeres gastronômicos e da diversão esportiva.

“A principal razão para contratar um luxury travel designer é para planejamento de itinerários elaborados (45%) e pequenos eventos familiares (11%). Assim, clientes ricos tornam-se fiéis e acabam reservando serviços mais simples como resorts, finais de semana, propriedades privadas, iates e até viagens e eventos corporativos, sabendo que eles terão garantia de alta qualidade nos serviços contratados”, ressalta Pedro.

2

A Europa continua na frente com 23 % das vendas globais em 2016, porém a expectativa para 2017 é de uma pequena queda para 20%. Os destinos que mais serão promovidos pelos designers de viagens de luxo também foram elencados no evento e dividem-se entre clássicos e tendências recentes. Entre os clássicos estão Japão, Itália, Maldivas, França, Nova Zelândia, Austrália, Indonésia, Ilhas Maurício, Chile, Argentina, USA, Irlanda, Canada e Croácia. Já as novas tendências que serão promovidas entre os viajantes são o Sri Lanka, Costa Rica, Colômbia, Equador, Myanmar, Butão, Fiji, Cuba e Islândia.

“Apesar da turbulência na indústria do turismo em 2016, as agências membros do Traveller Made expressaram uma forte confiança crescente para os próximos doze meses, particularmente no que se refere ao planejamento de roteiros elaborados”, finaliza Pedro Hering Bell.

Leave a Reply

Your email address will not be published.