O luxo em formato digital

Michael Michael Kors Fall 2014

Na última terça-feira, 14 de novembro, publicamos aqui no Terapia do Luxo uma matéria abordando a importância do mercado online para as grandes marcas da atualidade. Como exemplo, o texto citava a Giorgio Armani que além de ter recentemente lançado um novo site, está apostando alto nas vendas pela internet através de uma parceria com um dos mais conhecidos portais de compras.

Para identificar quais as marcas atuam de forma mais significativa no segmento digital, a empresa de consultoria L2 divulgou uma pesquisa que elenca quem, de fato, se destacou no cenário virtual. De acordo com o estudo Digital IQ Index: Fashion US 2017 Report as duas grifes de luxo que mais competentes no âmbito digital foram a italiana Gucci e a americana Michael Kors.

Aspectos como o marketing digital, o engajamento nas redes sociais e os resultados do comércio eletrônico foram analisados em cerca de 90 marcas que atuam no território norte-americano. O ranking das dez mais ainda conta com Fendi, Burberry, Louis Vuitton, Coach, Hugo Boss, Tory Burch, Kate Spade e Salvatore Ferragamo.

Conforme afirmou Brian Lee, da empresa responsável pela pesquisa, as grifes de alto padrão “tornaram-se mais vulneráveis a ameaças crescentes de marcas como a Everlane e Reformation, que construíram seus modelos de negócios em seu desempenho digital e sua presença em redes sociais. Essas marcas oferecem qualidade, produtos artesanais, e uma experiência de compra perfeita que se tornam rapidamente alternativas econômicas para o consumidor da marca de luxo”.

Em tempos cada vez mais virtuais, a Gucci e a Michael Kors provam que são verdadeiras referências de luxo em formato digital.

Crédito da imagem: Reprodução Michael Michael Kors.

Leave a Reply

Your email address will not be published.