Negócios de luxo

O mercado de alto padrão brasileiro, infelizmente, registrou queda no último ano. Entretanto, para quem quer investir no setor, há um alívio: o setor de setor de franquias cresceu 8% em 2017 e prevê alta de 9% no faturamento neste ano.

No mercado brasileiro, a Cacau Show, por exemplo, é uma marca de sucesso tanto com o público quanto no segmento de franquias. A empresa que atua no segmento de chocolates finos possui milhares de lojas espalhadas em todo o Brasil e, recentemente, abriu um parque destinado aos fãs de chocolate.

Para o presidente da ABF, Altino Cristofoletti Junior, além do quadro macroeconômico, o ano foi marcado por três movimentos: a progressiva diversificação de canais, modelos e localização; a interiorização do franchising; e o crescimento de franqueados multiunidade.

“A busca por eficiência, novos mercados e por atrair um consumidor receoso se traduziu em muita inovação: novas estratégias de venda, de configuração de ponto comercial, aprimoramentos em produtos e parcerias. Neste movimento, os franqueados com mais de uma unidade tiveram o importante papel de assumir lojas em dificuldade e as cidades do interior, a função de manter viva a expansão”, completa o presidente da ABF.

Já em relação aos empregos gerados no setor, a prévia sinaliza crescimento de 1%, alcançando cerca de 1,2 milhão de trabalhadores diretos. A projeção é de que, em 2018, haja um incremento de 3% no número de empregos em franchising.

No mercado brasileiro, segmentos como alimentação, beleza, construção civil, hotelaria e turismo tendem a apresentar boas oportunidades para novos e luxuosos negócios.

Crédito da imagem: Reprodução.

Leave a Reply

Your email address will not be published.