Moda e solidariedade

Flávia Alessandra e a obra de Julian Galasch

Na última quinta-feira, sete de dezembro, foi lançada a nova coleção de camisetas do projeto Cidades Invisíveis intitulada Inspire-se. O local do evento foi o Il Campanário Villagio Resort, no balneário de Jurerê Internacional, em Florianópolis, e quem abriu o desfile foi a atriz Flávia Alessandra (foto em destaque), acompanhada das filhas, Giulia e Olívia Costa. Quem também marcou presença no evento foi a modelo Mariana Goldfarb. As estampas, criadas por Julian Galasch, Rafael Costardy, Fabiana Ludwig e Stephen Jones, trazem ativistas como Martin Luther King, Nelson Mandela, Dom Pedro II e Mahatma Gandhi.

Quem prestigiou a festa também teve a oportunidade de adquirir peças com exclusividade, que em breve estarão disponíveis para o público por meio do site projetocidadesinvisiveis.com.br. Sold out, o evento contou ainda com live painting do artista plástico Julian Gallasch, decór de Thai Pasini, apresentação de Edsoul Amaral e produção de moda assinada por Kenia Costa.

Fundador do Cidades Invisíveis, o fotógrafo Samuel Schmidt vê com orgulho os resultados do trabalho que iniciou há seis anos após o despertar de um sonho. “Nossos programas sociais são desenvolvidos para que todos consigam crescer com independência. O que importa é o que as pessoas fazem em nossa ausência, e não com a nossa presença. Queremos impactar pessoas que vivem privadas da liberdade básica de sobreviver: privação de alimentos, saneamento básico ou água potável, educação eficaz, emprego rentável, liberdades políticas e direitos cívicos. Imagens que nos forçam a enxergar esta realidade. Acreditamos que a arte transforma, seduz e instiga. E por isso ela revoluciona. Isso só é possível quando agimos pensando na coletividade”.

Mais do que uma marca, o Cidades Invisíveis é um negócio social que, através da arte, da moda e do empreendedorismo, transforma a vida de pessoas que realmente necessitam. Idealizado pelo fotógrafo Samuel Schmidt, o projeto iniciou sem nenhum planejamento ou noção da dimensão que a iniciativa poderia tomar, apenas com o intuito de ajudar uma família carente que chamou a atenção dele.

Há seis anos o Cidades Invisíveis reúne artistas que adaptam a sua arte em releituras de fotografias que são estampadas em camisetas e, depois de comercializadas, têm o lucro revertido para comunidades carentes ou causas sociais.

Confira, abaixo, a galeria de fotos exclusivas do evento.

Crédito das imagens: David Collaço.

Leave a Reply

Your email address will not be published.