A mobilidade do luxo

01

Uma das características mais expressivas do mercado do luxo é a sua capacidade de atualização com as novidades. Em um mundo cada vez mais tecnológico, no qual os dispositivos eletrônicos ganham destaque maior a cada dia, nada mais natural que o segmento de alto padrão também se utilizar dessas ferramentas para se desenvolver.

No cenário brasileiro, de acordo com um estudo publicado recentemente, as compras de produtos através de dispositivos móveis, como celulares e tablets, já é uma realidade para 76% da população. Ou seja, do universo total de brasileiros com telefones celulares, somente 24% ainda não utiliza os aparelhos para compras online.

O índice de pessoas que possuem instalados em seus equipamentos aplicativos direcionados às compras virtuais também cresceu de 28% em 2014 para 35% em 2016.

As marcas de luxo já perceberam há muito tempo que é impossível escapar dessa verdadeira tendência tecnológica e aumentam de forma sistemática os investimentos no comércio virtual. Grandes marcas ainda estão fora desse mercado em franco crescimento, mas esse número diminui a cada dia mais.

No ano passado, foi publicada uma pesquisa realizada em todo o mundo que detectou que em uma década, as vendas online devem aumentar em aproximadamente três vezes. Em termos financeiros, isso indica um salto de 14 bilhões de euros, que é o valor atual, para um montante de 70 bilhões em 2025.

O e-commerce das empresas de luxo não é um simples canal de vendas, é uma verdadeira ferramenta de interação e diálogo com um público que se caracteriza pela exigência. O famoso pensamento de que o cliente tem sempre razão, também serve para as vendas virtuais.

Leave a Reply

Your email address will not be published.