Luxo compartilhado

Les-Infusions-de-Prada-Bottle-Ingredient-04-AMANDE

Antecipar as transformações sociais é uma característica que define algumas das mais importantes marcas de luxo do mundo. E se isso pode ser facilmente observado no universo da moda, no segmento de perfumes essa realidade também se manifesta. Quando a Calvin Klein lançou a fragrância CK One, aproximadamente há duas décadas, contribui para romper paradigmas ao criar um perfume que poderia ser utilizado por mulheres e homens. Não é a toa que o CK One é um dos clássicos da perfumaria contemporânea e teve papel decisivo na consolidação da tendência dos perfumes unissex.

Atualmente, os perfumes que podem ser usados de forma compartilhada por homens e mulheres mantem-se nas listas das preferências e algumas das principais perfumarias já desenvolveram fragrâncias que encantam e fascinam eles e elas.

É impossível negar a relação desse comportamento com as influências propostas pelo mundo fashion. O surgimento de roupas sem gênero, ou seja, que podem ser utilizados por ambos os sexos, vem crescendo com a participação cada vez mais contundente das mais icônicas grifes de alto padrão. A lógica é simples: se a roupa pode ser compartilhada, por que não compartilhar também o perfume?

Um detalhe que de certa maneira padroniza essas fragrâncias voltadas a ambos os públicos é a suavidade de sua composição. Sem notas escandalosamente fortes ou impactantes, as combinações se caracterizam pelo frescor e, assim, tendem a agradar a todos.

Dividir e compartilhar sempre foram autênticos gestos de carinho e para quem procura outras fragrâncias para usar em companhia de quem ama, existem diversas outras opções como o Les Infusion Iris Amande da italiana Prada, o Eau deRhubarbe Écarlate da francesa Hermès e o aromático Noble Fig da Ferrari.

Faça sua escolha e compartilhe ainda mais o luxo da vida cotidiana.

Leave a Reply

Your email address will not be published.