Irreverência saborosa

01

O sorvete é um dos alimentos mais consumidos em todo o mundo. Desfrutar dos sabores gelados é um prazer cada vez mais comum, independente da estação do ano. Apenas em nosso país, de acordo como a Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvete, no ano passado foram degustados mais de 1,3 milhão de litros de sorvete.

Buscando constantemente surpreender os clientes e inovar nos produtos, a indústria sorveteria já desenvolveu sabores inusitados como arroz negro, salmão defumado, pizza e até mesmo frango frito com waffles.

02

Mas, é claro, que a inovação não tem limites e um dos hits das redes sociais é o sorvete negro. Afinal de contas, se já foram propostos os mais diversos sabores para os amantes dessa delícia gelada, nada melhor do que inovar na textura e nas cores do produto.

O sorvete negro foi criado por uma sorveteria chamada Little Damages, localizada em Los Angeles, na Califórnia. O entusiasmo da empresa é tai grande que de acordo com o site da sorveteria “preparar o nosso sorvete é um trabalho de amor”. Um dos diferenciais que amplia ainda mais o sabor e a qualidade dos produtos é que o sorvete é produzido em pequenos lotes e sua fabricação favorece a produção local, ou seja, leva também em conta a sustentabilidade.

03

Chamado de Black Roses o sorvete negro é um sucesso, mas, muitos clientes fazem sempre a mesma pergunta: qual é o ingrediente secreto que permite o produto atingir a cor escura? A resposta pode surpreender à primeira vista: trata-se de carvão vegetal. O carvão ativado potencializa os sabores e dá a cor ao sorvete e, além disso, é plenamente seguro para o consumo sendo utilizado inclusive para diversos fins medicinais.

A Little Damages, sem dúvidas, é um lugar que não oferece apenas sorvetes diferenciados, mas apresenta verdadeiras experiências gastronômicas para quem visita Los Angeles. E para quem não consome leite, a boa notícia é que sempre há uma opção vegana disponível no cardápio. Então, resta apenas uma pergunta: que tal um sorvete agora?

Crédito das imagens: Reprodução.

Leave a Reply

Your email address will not be published.