A inovação como estratégia de mercado

01

No cenário econômico atual, a inovação é vista muitas vezes como uma espécie de tábua de salvação das empresas. Em outras palavras, há quem afirme que as organizações que não ousarem inovar estarão destinadas ao fracasso.

Embora a ideia seja amparada por diversos exemplos práticos, a inovação corporativa está longe de ser a solução definitiva para todos os problemas. Na realidade, o mais correto é pensar no processo de inovação como um componente da cultura de gestão dos negócios.

No mercado de luxo, a palavra inovação vem carregada de muito significado. Afinal de contas, em um setor no qual o nível de excelência é costumeiramente a exigência dos clientes, é preciso realmente se renovar e se reinventar.

Entretanto, essas mudanças não precisam necessariamente ser de grande vulto e nem mesmo envolver grandes somas financeiras. Às vezes, mais importante do que renovar toda decoração de uma loja ou investir pesado em novos equipamentos de computação, são os pequenos detalhes que fazem a diferença.

E um bom exemplo disso é o ato de presentear os clientes com um brinde. Todos gostam de ser lembrados e quando a lembrança realmente é especial, não tem quem resista. Em um mercado competitivo onde a fidelidade já deixou de ser a regra do jogo, conquistar novos clientes e manter os atuais pode ser decisivo.

O potencial e a importância deste segmento são tão significativos que de acordo com uma matéria publicada no portal Terra “junto ao mercado de luxo, o de brindes também não para de crescer e nem chega perto de qualquer instabilidade econômica. Só em 2016 foram movimentados mais de 6,4 bilhões de reais nesse mercado, com um aumento de 4% em relação ao ano anterior. Tudo porque o mundo corporativo entendeu que uma das formas mais rentáveis de retorno é investir em brindes, como forma de fidelização, exposição e captação”.

Porém, nunca é demais lembrar: se no passado as canetas personalizadas faziam muito sucesso, hoje em dia é preciso pensar de forma mais ampla, holística e até mesmo sustentável. Entender o cliente e perceber qual o mimo que vai lhe agradar é fundamental e pode ser o primeiro passo para uma verdadeira inovação de um negócio de luxo.

Crédito da imagem: Reprodução.

Leave a Reply

Your email address will not be published.