Estreia: Perdidos em Paris

1

Paris, via de regra, se apresenta como um cenário ideal para contar as mais variadas espécies de histórias que os roteiristas de cinema podem imaginar. De um americano que viaja através do tempo nas ruas da cidade até um rato que se descobre cozinheiro nos refinados restaurantes da capital francesa, a cidade luz é um convite permanente à descoberta.

2

E uma verdadeira descoberta cinematográfica pode ser feita a partir desta quinta-feira, data em que estreia a produção Perdidos em Paris nos cinemas brasileiros. Protagonizado por Fiona Gordon e Dominque Abel, que também são os diretores da obra, o filme conta a história de uma bibliotecária canadense que recebe uma carta inesperada de uma tia distante, solicitando ajuda para evitar a internação em um asilo. Acontece que a tia mora em Paris e os conhecimentos da bibliotecária não vão muito além dos livros com os quais ela trabalha diariamente.

3

Diferente das produções hollywoodianas, o filme se caracteriza por uma leveza cômica. Os personagens são tratados com bastante respeito e é realmente surpreendente o humor físico que surge nas cenas. O casal de atores principal é especialista nessa modalidade de comédia e faz das ruas parisienses um pano de fundo perfeito para suas peripécias físicas. É impossível assistir as desventuras do improvável casal na capital francesa e não lembrar momentos icônicos do cinema da época dos clássicos de Charles Chaplin e Buster Keaton, outros dois mestres da comédia corporal.

Perdidos em Paris pode não ter a força para tornar-se um clássico, mas sem sombra de dúvidas é um dos filmes mais delicados e bonitos a chegar às telas de cinema neste ano.

Leave a Reply

Your email address will not be published.