Entrevista: Silvia Althoff

Postagem 02

O fascínio pelas joias sempre esteve presente na história. As mulheres, particularmente, possuem uma relação ainda mais especial com esses bens de luxo que envolve paixão, glamour, desejo e realização. Para conhecer mais sobre esse brilhante universo, conversamos com Silvia Althoff, uma referência no mercado brasileiro de joias.

De que forma teve início o seu interesse pelo universo das joias?

Eu sempre fui muito encantada pelas joias e, além disso, sempre fui uma grande consumidora. Gostava de conhecer e ficar por dentro das novidades e dos lançamentos. Quando iniciei minha carreira nessa área, recebi muito apoio dos meus pais e sogros. Assim, acredito que trabalhar com joias foi um caminho natural para mim.

Como é trabalhar com o segmento de joias em um país como o Brasil?

O segmento de joias está inserido no mercado econômico global e, como estamos atravessando um momento de instabilidade financeira, o setor também está sendo impactado. Entretanto, acredito que em comparação com outras áreas, o mercado de joias ainda sofre os efeitos da crise com menos intensidade.

 Qual a importância das joias no momento de compor um look?

As joias são acessórios que realmente atraem a atenção e acrescentam beleza e charme. Por isso, acredito que na composição de um look, as joias são importantes, pois valorizam muito a mulher.

Existe uma idade a partir da qual as mulheres começam a se interessar pelas joias ou há opções para todos os públicos, inclusive o infantil?

Não existe uma idade definida, isso está diretamente relacionado com a educação, os valores e a tradição familiar. Há muitas meninas que desde pequenas já se sentem à vontade nesse universo.

O que a noiva deve levar em consideração ao escolher as joias para seu casamento?

A tradição dos casamentos faz com que o branco ainda seja a cor mais desejada pelas noivas. Por isso, o que mais indico é o uso de pérolas, que se harmonizam perfeitamente com o momento.

O segmento de joias é semelhante ao de moda no sentido em que surgem lançamentos e novidades a cada nova temporada?

Sim, neste aspecto é realmente grande a proximidade entre o segmento de moda e o de joias. Normalmente, os novos lançamentos ocorrem trimestralmente.

Estamos vivendo a estação mais fria do ano no Brasil. Existem diferenças no momento de escolher uma joia para o verão ou para o inverno?

Sim, com toda a certeza. Existem peças que combinam mais com os dias quentes e outras que se harmonizam mais com o clima frio. No inverno, a procura tende a ser maior por brincos e anéis e no verão, a preferência é pelas gargantilhas, anéis, brincos e pulseiras.

Como você vê o segmento de joias no Brasil e no exterior? Existem muitas diferenças?

Acredito que sim. Nos países mais desenvolvidos, o consumo de joias é maior porque é mais elevado o poder aquisitivo de seus habitantes. Em países com menor índice de desenvolvimento, o consumo é menor justamente porque esbarra na questão do poder de consumo.

De acordo com pesquisas na área econômica, o mercado de joias vem crescendo no Brasil nos últimos anos. Em sua opinião, por que os brasileiros estão cada vez mais interessados nesses bens de luxo?

Os índices econômicos registram que no Brasil existem aproximadamente 131 mil pessoas com investimentos de no mínimo um milhão de reais. Além disso, nosso país é um dos 15 maiores produtores de ouro no mundo. Esses dois motivos contribuem de forma bastante expressiva para o aquecimento deste mercado no Brasil.

Ao presentear a pessoa amada, o que é preciso levar em consideração para encontrar a joia perfeita?

Ao presentear com um joia é fundamental conhecer os gostos e desejos da pessoa. Outra questão importante e que também deve ser levada em consideração é a compra emocional. Mas, sem sobra de dúvidas, a qualidade é o item que deve definir a aquisição de uma joia.

A sua marca trabalha com atendimento personalizado. Qual a importância desse diferencial em um segmento como o de joias?

Em um atendimento personalizado as joias são exclusivas para alcançar os clientes cada vez mais exigentes. É preciso conhecer bem as inspirações do consumidor e entender o que ele não vai comprar para se adaptar ao gosto e à expectativa do mesmo. Conceitos como qualidade, exclusividade e tradição são os motivos que levam as clientes a me procurar.

Em sua opinião, existe uma ou mais personalidades (nacional ou internacional) que podem ser vistas como boas referências no uso de joias?

Internacionalmente, eu destaco Elizabeth II, a rainha da Inglaterra. No Brasil, a empresária Maria Alice Setubal é um ótimo exemplo de charme e elegância. Como um ícone, eu ressalto sempre a apresentadora Hebe Camargo.

Como você define o seu sentimento pelo universo das joias?

Eu amo trabalhar com joias. Elas me proporcionam uma energia maravilhosa e eu fico encantada em ter contato com as clientes e amigas.

Leave a Reply

Your email address will not be published.