Entrevista: Juliana Cintra do Prado

11-arquiteta-juliana-cintra-do-prado

A Carbondale é um renomado escritório internacional estabelecido em Paris. Fundado pelo arquiteto americano Eric Carlson, a filosofia de design é baseada na busca pelo excepcional.

E para falar sobre a Carbondale e sobre as rumos do segmento, a arquiteta Juliana Cintra do Prado concedeu ao Terapia do Luxo essa entrevista exclusiva.

Como se define o luxo na arquitetura contemporânea?

Arquitetura de Luxo para nós, da Carbondale, é um projeto de arquitetura totalmente customizado que é elaborado a partir de uma detalhada pesquisa do DNA do cliente.  Esse mesmo projeto tem um processo de detalhamento e execução também customizado, no caso do Brasil, acompanhado do início ao fim pela Carbondale Brasil.

O que é fundamental para que um ambiente (empresa, loja, residência) seja luxuoso do ponto de vista arquitetônico?

Ao invés de repetirmos modelos arquitetônicos, cada projeto é único e representa o DNA do nosso cliente. Não temos materiais ou formas preferidas. Esse processo único e exclusivo que foi desenvolvido a partir de mais de 30 anos de experiência do meu sócio, Eric Carlson, no mercado de luxo internacional assegura que criemos verdadeiras obras de arte, projetos que não só atendam às necessidades dos nossos clientes e representem suas marcas, mas agreguem ainda mais valor aos seus negócios já estabelecidos no mercado de luxo, assim como qualidade aos seus projetos pessoais.

O luxo nem sempre é sinônimo de conforto. Como equilibrar esses dois conceitos na arquitetura atual?

Nossos projetos levam em conta o conforto sim. Por exemplo, ao criarmos o projeto de interiores para um apartamento de um empresário do ramo florestal no Japão usamos a madeira pinus radiata como matéria prima de todo mobiliário, que foi moldado no corpo do cliente para garantir o conforto.

Loja Louis Vuitton em Nagoya – Projeto Carbondale.

Loja Louis Vuitton em Nagoya – Projeto Carbondale

A sustentabilidade é uma das ideias-chaves dos novos tempos. De que forma é possível harmonizar as práticas sustentáveis com a arquitetura de alto padrão?

Nossos projetos são perenes, criados para durar muitos anos, o que os tornam mais sustentáveis do que projetos efêmeros. Em muitos projetos trabalhamos junto com o cliente e especialistas para, por exemplo, diminuir o uso de ar condicionado, aumentar a incidência de luz natural, mas vemos isso como resultado de uma boa arquitetura e não necessariamente de projetos sustentáveis, apesar de essa ser mesmo uma necessidade atual.

Existem muitas tendências na arquitetura atual. O minimalismo, por exemplo, convive com as decorações mais expressivas e carregadas. Essa multiplicidade de estilos facilita ou dificulta a vida do profissional de arquitetura?

No nosso caso não seguimos tendências, criamos projetos atemporais. Mas acho que o pluralismo é sempre bem-vindo. Faz as pessoas refletirem. Afinal, como eu já ouvia na minha infância: o que seria do amarelo se todos gostassem do verde?

Projetos como a renovação do Shopping Iguatemi de São Paulo e da nova sede do restaurante Piselli fazem parte do portfolio de realizações da Carbondale. Como a Carbondale vê a importância de trabalhos para organizações que são referências no segmento empresarial brasileiro?

Escolhemos como clientes comerciais empresas já estabelecidas no mercado de luxo. A parceria que se cria entre a Carbondale e o cliente é essencial para o sucesso do projeto.

Há uma ampla linha de móveis e objetos destinados à composição de ambientes de alto padrão. O que deve ser valorizado ou evitado no momento de pensar no mobiliário ideal?

Valorizamos a qualidade, respeito à autoria do design, conforto e relação do mobiliário com o tipo de uso. Por exemplo, o mobiliário para uma área de alto tráfego deve ter características diferentes de um mobiliário para uma residência. Praticamente em todos nossos projetos também criamos peças de móveis customizadas e únicas. No caso do shopping JK Iguatemi todo o mobiliário na nossa área de projeto, o mall público, foi desenhado pela Carbondale e teve sua execução acompanhada por nós.

Loja Tag Heuer em Sydney - Projeto Carbondale.

Loja Tag Heuer em Sydney – Projeto Carbondale

O conceito de luxo se aproximada cada vez mais da experiência, ou seja, o “ser” está mais em evidência do que o “ter”. Na arquitetura também ocorre a valorização das vivências individuais para a concepção dos ambientes?

Com certeza. O projeto valoriza a experiência da compra em uma loja, do lazer em um hotel, até mesmo de se admirar uma vista ou como tornar um passeio mais agradável, como no caso do jardim do Iguatemi Faria Lima que foi renovado para que o cliente possa passear por ele e acessar o restaurante Piselli. Além dessa experiência, nos preocupamos muito com a experiência do cliente durante o desenvolvimento do seu projeto, tendo inclusive aberto um escritório em São Paulo, que tem como um dos objetivos atender nossos clientes em português, no fuso horário brasileiro.

Crédito das imagens: Reprodução site Carbondale.

Leave a Reply

Your email address will not be published.