Entre viagens, cinema e luxo

Lançado em 2013 o filme Bling Ring – A gangue de Hollywood conta uma história real baseada na vida de um grupo de jovens apaixonados pelo luxo e pelo glamour. Em um determinado momento, essa paixão pelas boas coisas da vida e a admiração pelas estrelas do universo das artes e do cinema acaba saindo do controle. De tanto apreciar celebridades como a socialite Paris Hilton e o ator Orlando Bloom, protagonista de filmes como a saga Piratas do Caribe, esses jovens se especializam em assaltar a residências dessas personalidades. Seu objetivo fundamental não é dinheiro ou bens materiais, é a oportunidade de, mesmo que por alguns momentos e de forma ilusória, participar de um mundo repleto de charme e sofisticação.  Dirigido por Sofia Coppola, filha de Francis Ford Coppola, um dos ícones do cinema contemporâneo responsável por filmes como Apocalipse Now e a trilogia O Poderoso Chefão, a produção faz um estudo, mesmo que de forma paralela, sobre a influência que o mundo premium exerce sobre as pessoas.

O luxo sempre exerceu um fascínio nos diretores e roteiristas de todo o mundo. Ao longo da história da sétima arte, diversos foram as produções que abordaram através de óticas distintas essa temática. O filme Meia-noite em Paris, escrito e dirigido por Woody Allen há dois anos, é outro exemplo de como o cinema aborda o mundo do luxo. A trama gira em torno de Gil, um roteirista de Hollywood que durante o dia passeia pelos mais belos e suntuosos cenários da capital francesa e a noite, através das liberdades poéticas das artes, viaja no tempo e vive os agitados anos 20 parisienses ao lado de figuras como o escritor Ernest Hemingway e os pintores Salvador Dalí e Pablo Picasso. Logo no início já é possível ver uma espécie de declaração de amor à Paris através de uma sequência de imagens mostrando pontos turísticos da cidade repletos de elegância e glamour. A capital francesa, que é uma dos destinos mais ilustres da moda e do luxo, fica ainda mais bela e inebriante através da lente do cineasta nova-iorquino.

Viajando mais em nossa jornada cinematográfica aos destinos de luxo, deixamos a Europa e chegamos a América, mais precisamente ao estado da Califórnia, nos Estados Unidos. O filme em questão é a comédia dramática Sideway – Entre umas e outras rodado em 2004 que aborda uma das modalidades favoritas dos turistas que buscam luxo e novas experiência: o enoturismo. A história de dois amigos que para comemorar a despedida de solteiro de um deles resolvem visitar algumas das melhores vinícolas do Vale de Santa Ynez, região localizada no sul da Califórnia, é o pretexto para uma reflexão sobre os momentos felizes da vida e que o luxo de apreciar uma boa taça de vinho é uma experiência gratificante mesmo na mais profunda solidão.

E se o assunto é luxo, cinema e viagens é impossível não citar o filme Comer, Rezar, Amar produzido em 2010 e protagonizada pela eterna linda mulher Julia Roberts. Além de visitar alguns dos destinos mais deslumbrantes e encantadores de países como Itália, Índia e a Ilha de Bali, a viagem de autodescoberta da jornalista, que decide buscar um sentido novo para sua vida após um divórcio traumático, vai revelar que muitas vezes o maior luxo que podemos ter é justamente o tempo que tiramos para nós mesmos. A história, baseada num livro de enorme sucesso em todo o mundo, é um convite à reflexão de que as coisas boas da vida estão muito mais perto de nós do que podemos imaginar.

E assim como toda a grande viagem que retorna ao ponto de partida, outra produção que flerta com as nuances do luxo no mundo moderno é o filme Encontro e Desencontros, protagonizado pela bela Scarlett Johansson e pelo veterano Bill Murray e dirigido novamente por Sofia Coppola. No coração de Tóquio, um casal improvável vai viver momentos inesquecíveis sob as luzes de neon de uma das cidades mais coloridas e tecnológicas do mundo.  Ao perceber que o luxo de uma amizade é mais significativo que o mais alto padrão de um hotel cinco estrelas, o filme é uma celebração das boas coisas da vida.

Neste mundo cada vez mais agitado em que vivemos, para viajar com muito luxo para lugares inesquecíveis e na companhia de pessoas incríveis, basta apertar o play. Boa viagem e bom filme.

Leave a Reply

Your email address will not be published.