Entre a tradição e a inovação

DSC00189

No dia 27 de setembro foi publicado aqui no Terapia do Luxo um artigo de Manu Berger que destacava a importância da inovação no segmento de alto padrão. O texto abordava um evento cujo objetivo era premiar as marcas premium que se destacaram por sua capacidade inovadora. E entre os atributos principais das marcas premiadas, como não poderia deixar de ser, estava a tecnologia e as soluções para o mundo digital.

Entretanto, existem grifes de luxo que ao escolher entre a tradição e a inovação, ainda ficam com a primeira. É o caso da francesa Chanel que de acordo com as informações de Bruno Pavlovsky um dos mais importantes executivos da marca, não tem planos em curto prazo para entrar no segmento de comércio eletrônico.

“Se se der tudo a todos imediatamente, penso que se perde a exclusividade. Não estou dizendo que não vamos tentar um dia, mas se o fizermos será porque realmente acreditamos que existe algum valor agregado”, ressaltou o executivo.

O posicionamento da marca criada pela estilista Coco Chanel ainda na aurora do século XX pode parecer ousado e, até mesmo, desconectado com os novos tempos. Entretanto, do ponto de vista comercial, a estratégia da marca grife francesa é um sucesso, basta analisar que em tempos de instabilidade econômica em diversos países a Chanel possui lista de espera de diversos produtos do seu catálogo.

Para os admiradores da marca que são ligados ao mundo virtual, vale lembrar também que embora não esteja nos planos a entrada no mercado online, o marketing digital da Chanel é uma referência de qualidade e a grife possui presença marcante nas principais mídias sociais e plataformas de comunicação da atualidade.

Crédito da imagem: Reprodução. 

Leave a Reply

Your email address will not be published.


Between tradition and innovation

DSC00189

On September 27, Manu Berger, CEO of Luxury Therapy, published an article on the site highlighting the importance of innovation in the high-end segment. The text approached an event whose objective was to reward premium brands whose innovative capacity was highlighted. And among the main attributes of the award-winning brands, how could it not be, was the technology and solutions for the digital world.

However, there are luxury brands that, when choosing between tradition and innovation, still have the first. It is the case of the French Chanel that according to the information of Bruno Pavlovsky one of the most important executives of the brand, does not have plans in the short term to enter the segment of electronic commerce.

“If you give everything to everyone at once, I think that exclusivity is lost. I’m not saying that we will not try it one day, but if we do it, it’s because we really believe there is some added value,” he said.

The positioning of the brand created by the designer Coco Chanel at the dawn of the twentieth century may seem daring and even disconnected with the new times. However, from a commercial point of view, the brand’s French brand strategy is a success, it is enough to analyze that in times of economic instability in several countries Chanel has a waiting list of several products in its catalog.

For the admirers of the brand that are connected to the virtual world, it is also worth remembering that although it is not in the plans to enter the online market, Chanel digital marketing is a reference of quality and the brand has a significant presence in the main social media and platforms current communication.

Leave a Reply

Your email address will not be published.