Book Tour: Terapia do Luxo leva “Entre taças de champagne e cálices de vinho” à Florianópolis

AQUARELA pontehercilioluz

É noite de quarta-feira. Apesar da garoa que cai sobre Florianópolis, o clima é abafado; a brisa mal refresca. Um shopping com ar-condicionado soa como um oásis para quem quer fugir da chuva e do calor, mas não é por esse motivo que a loja da Animale no Shopping Beira-Mar está tão cheia, com uma baita fila na porta. É que Manu Berger, manezinha da ilha, está lá dentro, assinando os exemplares do seu livro Entre Taças de Champagne e Cálices de Vinho. Uma ocasião especial, de fato. É o retorno de Manu à cidade onde nasceu e cresceu e a atmosfera de homecoming permeia todo o evento. Amigos e familiares, orgulhosos, trocam histórias sobre a CEO do Terapia do Luxo, riem e se emocionam.

 “A Manu sempre foi uma menina muito calma; gostava de jogar canastra com os avós, não era de bagunça”, rememora Cristine Berger, mãe da autora. “Depois de morar um período em Paris, ela voltou cheia de descobertas e desejos, muito mais madura. Ela foi lapidada por tudo o que viveu. Continua muito tranquila e atenciosa, mas é cheia de novas ideias”.  Júlio Pacheco, o cabeleireiro responsável pelas madeixas de Manu desde a infância também não economiza elogios. “Ela sempre foi muito sonhadora, mas ao mesmo tempo tem os pés firmes no chão. Tem os valores certos e é muito estudiosa; não corresponde à ideia de que luxo é futilidade”.

Há algo de mais especial ainda na ocasião. É 08 de março de 2017 – dia em que se homenageia as mulheres, num ano em que, mais do que nunca, é importante falar sobre mulheres fortes, livres e empoderadas, como é a Manu. “As pessoas aprenderam a admirar o sucesso de uma mulher. É um orgulho enorme ter acompanhado o crescimento da Manu. Ela teve maturidade para fazer sucesso muito cedo, sem perder a qualidade humana, sua simplicidade”, afirma a jornalista e amiga da família, Luiza Gutierrez. “Este momento é para todas as mulheres que, como ela, tomam uma decisão na vida de criar algo novo e se reinventam”, brinda.

Andrea Ferrari, presidente da BPW Florianópolis assina embaixo do discurso. “Nosso objetivo é empoderar através da capacitação e desenvolvimento pessoal”, diz sobre a associação. Na capital catarinense, a instituição escolhida para ser beneficiada com parte da renda dos livros foi a Costurando Cidadania, que profissionaliza como costureiras mulheres em condições sociais vulneráveis. As costureiras do projeto, aliás, prepararam um regalo especial para quem adquirisse uma cópia do livro em Florianópolis: um marcador costurado e bordado à mão, que serve também como porta-óculos.

O lançamento foi bastante caloroso, uma verdadeira celebração. Quase dez da noite e os convidados ainda mantinham Manu ocupada, assinando exemplares, dando entrevistas. Durante uma pausa, ela até tenta articular o que sente naquele momento, mas quando os olhos se enchem d’água e a voz falha, basta uma frase cheia de sentimento e verdade: “estou muito feliz e agradecida”.

Conversas entusiasmadas rolaram durante todo o coquetel e em cada espacinho da boutique, que estava lotada – do lounge aos corredores com araras de bronze ostentando as peças da última coleção da Animale. Folheando um exemplar de Entre Taças…, as consultoras de imagem Ana Moretti, Cris Felipetti e Roberta Melim debatem o que torna o livro tão especial e concluem: “A Manu transmite experiência com leveza”. É verdade. Para alguém com apenas 31 anos, Manu já conquistou muita coisa e basta conversar com ela por alguns minutos para perceber que (ainda com muita leveza) está determinada a conquistar muito mais. Girl power!

Leave a Reply

Your email address will not be published.