A beleza no centro dos estudos

Postagem 02

O segmento de produtos destinados à beleza, à saúde e ao bem estar é um dos nichos de mercado mais expressivos do universo do luxo. Não é sem motivo que as principais marcas de alto padrão do mundo possuem linhas dedicadas a atender as necessidades desse setor que apresenta índices de crescimento contínuo. E embora o público masculino esteja ganhando cada vez mais espaço nesse cenário, ainda são as mulheres que estabelecem as tendências de consumo.

Um relatório recentemente divulgado pela Allergan, uma empresa que é referência global no segmento de estética médica, apontou resultados que ressaltam o interesse e a preocupação do público feminino com as questões ligadas à saúde e à beleza.

Ao focar em como as mulheres encaram o envelhecimento, a pesquisa da Allergan constatou que na Europa, ele é aceito com maior naturalidade e sutileza.  Já nos mercados asiáticos, elas querem uma transformação mais óbvia e no Oriente Médio, as mulheres desejam ficar mais bonitas com resultados rápidos e eficientes que ressaltem suas melhores características.

No entanto, todas concordam e compartilham o desejo cada vez maior de controlar como sua aparência evolui com o passar do tempo. E se utilizam de diversos recursos para isso: filtros em fotografias, maquiagens e procedimentos estéticos.

A Allergan realizou as pesquisas de forma online com 7.700 mulheres em 16 países, entre eles o Brasil. Confira algumas das principais conclusões dos estudos:

•Para mulheres que buscam tratamento estético, o desejo de aumentar a autoconfiança (42%) é tão importante quanto melhorar a estética da pele flácida (42%).

•Quase três quartos (74%) das mulheres se esforçam para ficarem bonitas para si mesmas, em primeiro lugar. O parceiro (37%) e os amigos (15%) têm menos influência nisso.

•O embelezamento em geral (63%) é uma motivação mais importante do que lidar com os sinais de envelhecimento (50%), exceto na China, onde mudar ou aprimorar alguma característica específica é o principal desejo de quem busca tratamentos de beleza.

•65% das mulheres concordam que preenchimentos faciais são mais aceitos socialmente hoje em dia do que era há cinco anos.

•No Brasil, as mulheres estão mais interessadas em corrigir manchas de idade (81%), enquanto, na China, 40% delas querem melhorar as bochechas.

One Response

Leave a Reply

Your email address will not be published.